RICA EM SÍLICA

A sílica, ou dióxido de silício (SiO2), oferece diversos benefícios à saúde. Essencial para o corpo humano, a sílica contribui para a manutenção da saúde da pele, cabelos, unhas e ossos. Sua ingestão adequada ajuda na síntese de colágeno, promovendo a elasticidade e resistência da pele, além de fortalecer as unhas e os cabelos. Com o envelhecimento, a absorção de sílica pelo corpo diminui, tornando-se crucial a ingestão regular através de alimentos ou água mineral rica nesse mineral. Em idosos, a deficiência de sílica pode chegar a 20%, o que ressalta a importância de uma dieta rica em fontes de sílica.

A sílica é um mineral comum na Terra, encontrado em areias, granitos e esqueletos de animais e plantas. Quase tão prevalente quanto o oxigênio, ela pode estar dissolvida ou em forma de gel em águas naturais, dependendo do pH. Alimentos como pepino, aveia e morangos são ricos em sílica. Na água, sua concentração varia de pequenas quantidades até 100 ppm em certas águas minerais.

O surgimento imprevisto da doença de Alzheimer tem gerado debates sobre suas potenciais origens. Estudos sugerem uma ligação entre a concentração de alumínio na água e o desenvolvimento da doença, com áreas de altos níveis de alumínio mostrando maior incidência da enfermidade. Experimentos indicam que o aumento da acidez da água está relacionado a uma maior presença de alumínio, afetando a vida aquática. Contudo, ainda não há uma conclusão definitiva sobre essa associação. Em regiões com rochas ricas em sílica, esta pode se combinar com o alumínio, reduzindo sua disponibilidade e minimizando seus impactos negativos.

A patologia da doença de Alzheimer é baseada em duas teorias principais: a hipótese da cascata amiloide, que sugere a morte de neurônios em áreas cruciais do cérebro, e a hipótese colinérgica, que aponta para uma diminuição na comunicação entre as células nervosas. Fatores como predisposição genética e níveis elevados de colesterol também estão sob investigação. O alumínio, presente em abundância na crosta terrestre, tem sido associado a doenças neurológicas, incluindo Alzheimer. Sua neurotoxicidade resulta na formação de emaranhados neurofibrilares no cérebro, prejudicando a circulação sanguínea e causando sintomas como perda de memória e movimentos descoordenados. A presença de sílica pode mitigar os efeitos adversos do alumínio.

O corpo humano não armazena silício em grandes quantidades, necessitando de ingestão diária. Com o envelhecimento, a absorção intestinal do silício diminui, resultando em uma deficiência de até 20% em idosos. Portanto, a ingestão de silício é benéfica e deve ser feita naturalmente através da água, vegetais, frutas ou suplementos.

Ao optar pela Água Mineral Porto Real, você não só desfruta de uma fonte de hidratação de alta qualidade, mas também aproveita os benefícios únicos oferecidos pelos minerais, como a sílica, que contribuem para a sua saúde e bem-estar.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

The Botaniq. “Silica Food Sources.Disponível em: https://thebotaniq.com/silica-food-sources/

Minerals Education Coalition. “Silica.Disponível em: https://mineralseducationcoalition.org/minerals-database/silica/

Veolia Water Technologies. “Water Handbook – Water Sources, Impurities and Chemistry.Disponível em: https://www.watertechnologies.com

MDPI. “Sources, Bioavailability, and Safety of Silicon Derived from Foods and Other Sources Added for Nutritional Purposes in Food Supplements and Functional Foods.Disponível em: https://www.mdpi.com

BAIXO TEOR DE SÓDIO

O consumo de água mineral com baixo teor de sódio traz inúmeros benefícios à saúde. Um nível reduzido de sódio na água ajuda a evitar problemas de saúde como hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e problemas renais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda uma ingestão diária máxima de 2.000 mg de sódio para adultos. Manter o consumo de sódio dentro desses limites é essencial para a prevenção de diversas doenças.

A Porto Real assegura uma água mineral de alta qualidade, com teor de sódio inferior a 0,2 mg/L. Esse nível extremamente baixo de sódio é alcançado através de um rigoroso processo de controle de qualidade, garantindo que a água mineral fornecida seja saudável e segura para o consumo diário. Ao manter o teor de sódio abaixo dos limites recomendados, a Porto Real contribui para a saúde e o bem-estar de seus consumidores, minimizando os potenciais impactos negativos associados ao consumo excessivo de sódio.

O teor de sódio na água mineral refere-se à presença do íon sódio (Na+), um elemento essencial que desempenha um papel vital em várias funções corporais, incluindo a manutenção do equilíbrio hídrico e a condução de impulsos nervosos. No entanto, o consumo excessivo de sódio pode levar a sérios problemas de saúde, como hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e problemas renais.

Estudos indicam que a ingestão elevada de sódio está diretamente relacionada ao aumento da pressão arterial, um dos principais fatores de risco para doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais. Por isso, é fundamental monitorar e controlar a quantidade de sódio presente na dieta diária, inclusive na água consumida.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

World Health Organization. (2012). Guideline: Sodium intake for adults and children. Geneva: WHO Press.

He, F. J., & MacGregor, G. A. (2009). A comprehensive review on salt and health and current experience of worldwide salt reduction programmes. Journal of Human Hypertension, 23(6), 363-384.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (2011). Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009: Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE.

 

pH EQUILIBRADO

A água com pH equilibrado é essencial para várias funções corporais. Um pH neutro ou ligeiramente alcalino (entre 7 e 8) é ideal para o consumo humano, pois ajuda a manter o equilíbrio ácido-base do corpo. A água alcalina, em particular, tem sido associada a benefícios como a neutralização do excesso de acidez no corpo, melhoria da hidratação e auxílio na desintoxicação. Além disso, um pH equilibrado na água pode melhorar a absorção de nutrientes, facilitando o funcionamento eficiente do metabolismo.

A água mineral Porto Real possui um pH naturalmente equilibrado, garantindo que a água consumida seja de alta qualidade e benéfica para a saúde. Este equilíbrio é alcançado sem a adição de químicos, refletindo a pureza e a excelência da fonte natural da água. Manter um pH ideal na água mineral é um dos cuidados que a Porto Real adota para assegurar que seus consumidores tenham acesso a um produto que promove bem-estar e saúde.

O pH na água refere-se à medida de acidez ou alcalinidade em uma escala que varia de 0 a 14. Um pH de 7 é considerado neutro, indicando equilíbrio entre acidez e alcalinidade. Valores abaixo de 7 indicam acidez, enquanto valores acima de 7 indicam alcalinidade. O pH da água é um fator importante que pode afetar tanto a qualidade da água quanto a saúde do consumidor.

Água não é tudo igual! Leia o rótulo, compare e comprove.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

World Health Organization. (2007). pH in Drinking-water: Background document for development of WHO Guidelines for Drinking-water Quality. Geneva: WHO Press.

Fennema, O. R. (1996). Food Chemistry (3rd ed.). New York: Marcel Dekker.

Osborn, J. A., & Jenkins, H. P. (1998). Water Quality Monitoring and Management. New York: Springer.

Mayo Clinic. (2020). Alkaline water: Better than plain water? Retrieved from Mayo Clinic.